Polícia Federal investiga denúncias de compra de votos em RO

Agentes da Polícia Federal já estão mobilizados na investigação de denúncias de compra de votos em Porto Velho. A três dias das eleições as denúncias começam a vir à tona e tendem a complicar candidaturas, que estão sendo alvo das investigações desencadeadas pela Polícia Federal. As investigações focam, também, partidos políticos que foram alvo de busca e apreensão, em uma ação determinada pelo juízo da 2ª Zona Eleitoral. Vasto material de propaganda irregular foi apreendido.

No início desta semana, um eleitor tentou vender o voto durante reunião com o candidato a deputado estadual Marcelo Bennesby. A tentativa de persuasão do eleitor foi flagrada em vídeo feito por um celular, que viralizou nas redes sociais. Marcelo Bennesby, juntamente com alguns apoiadores de campanha, conversavam com agricultores de uma comunidade da área rural de Porto Velho sobre regularização fundiária, quando o homem não hesitou em pedir um “presente” para a comunidade em troca de ajuda na campanha.

Nas imagens é possível notar a indignação de outros agricultores com a atitude. Mesmo o candidato refutando a proposta, o corruptor insistia para que fosse dado um “presente à comunidade”.

Também no início desta semana, o Tribunal Regional Eleitoral (TRE-RO), em conjunto a Polícia Federal, realizou diligência nos comitês de Porto Velho e Cacoal para averiguar denúncias sobre uso de material irregular. No comitê de campanha de Hosana Capixaba, candidata a deputada federal, material de campanha eleitoral foi apreendido, que posteriormente foi devolvido pela Justiça Eleitoral.

 

Fonte: Jornal Diário da Amazônia

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *