Porto Velho - RO, Sexta, 24 Outubro de 2014
   

BRIGA DE FACÇÕES EM PRESÍDIO DEIXA VÁRIOS MORTOS NO MARANHÃO

Treze presos foram assassinados e outras 30 estão feridos.

Segundo secretário, 60 presos pretendiam sair da penitenciária por túnel.

Do G1 MA




http://s.videos.globo.com/p2/i/play.png); background-color: transparent; font-family: inherit; margin: 0px; outline: 0px; padding: 0px; width: 117px; height: 98px; position: absolute; opacity: 0.6; top: 71px; left: 101.5px; visibility: visible; background-repeat: no-repeat no-repeat;">

Uma rebelião na Casa de Detenção do Complexo Penitenciário de Pedrinhas, em São Luís, deixou pelo menos 10 mortos, de acordo com a Secretaria de Segurança do Estado.

No fim da noite dessa quarta-feira (9), o secretário de Estado de Segurança, Aluísio Mendes, havia informado que o número de mortos eram 13, mas, na manhã desta quinta-feira (10), admitiu ter ocorrido duplicidade na contagem dos corpos.

No Instituto Médico Legal (IML), foram confirmadas a entrada de seis corpos vindos da Casa de Detenção. Nos hospitais municipais de São Luís — Djalma Marques, o Socorrão I, e Clementino Moura, o Socorrão II — há outros quatro.

http://s.videos.globo.com/p2/i/play.png); background-color: transparent; font-family: inherit; margin: 0px; outline: 0px; padding: 0px; width: 117px; height: 98px; position: absolute; opacity: 0.6; top: 71px; left: 101.5px; visibility: visible; background-repeat: no-repeat no-repeat;">

De acordo com Mendes, a confusão foi motivada por uma briga entre facções criminosas e por causa da suspeita de um túnel no Bloco F, Pavilhão 2. Aproximadamente 60 presos pretendiam sair da penitenciária através de um túnel.

Familiares seguiram à Cadet em busca de informações dos presos no início da noite (quarta-feira). O cabo Campos, da Polícia Militar, que estava no local, disse que houve um forte incêndio lá dentro, que foi apagado por volta das 23h30. Além disso, ele falou que o movimento de familiares era muito intenso no local, e, que houve princípio de confronto. Familiares jogaram pedras e outros objetos contra agentes penitenciários."As mortes todas são em decorrência de brigas entre detentos de facções adversárias. O tumulto começou após a inteligência da SSP ter descoberto que 60 presos estavam cavando um túnel pelo qual pretendiam sair essa madrugada (de quinta-feira). Quando agentes penitenciários tentaram acessar a cela onde ficava o início do túnel, os presos se rebelaram tentando evitar a revista", explicou o secretário.

Familiares aguardavam na porta da Cadet por informações sobre presos. (Foto: César Hipólito/TV Mirante)Familiares estavam na porta da Cadet em busca de informações sobre presos
(Foto: César Hipólito/TV Mirante)

Com o motim desta quarta-feira (9), chegam a 16 o número de detentos mortos em São Luís somente no mês de outubro, em rebeliões. No dia 1º, a transferência de 18 presos que estavam na Centro de Custódia de Presos de Justiça (CCPJ) do Anil para o Complexo Penitenciário de Pedrinhas provocou a morte de três presos. Um deles foi decaptado.

Na ocasião, dois presos foram levados para o Hospital Socorrão II com ferimentos, e um agente penitenciário também foi hospitalizado, após ser atingido com uma pedra na cabeça.

Compartilhar no Facebook

RÁDIO GLOBO RONDÔNIA ONLINE

Curta Nosso Facebook!

PUBLICIDADE

Rondoniaweb Notícias – Jornalismo Eletrônico

Diretor Geral: Rosinaldo Guedes DRT/1.318

E-mail: editor.rondoniaweb@gmail.com     Telef. (69) 9247-6030

Todos os direitos reservados  - RRC GUEDES    CNPJ: 14.527.553/0001-01